July 8, 2012

In the rabbit hole

Sonhei que tinha que resolver um lance em Coelho Neto. Peguei um ônibus sem saber em que ponto desceria. Fui perguntando pras pessoas no ônibus, todas gentilíssimas, me ensinando tudo. Na minha barriga a sensação já bem conhecida de vácuo, de estar perdida. Mas a gentileza das pessoas e o fato de estar claro (de dia) me acalmaram. Acordei pensando que, se pudesse, ia à esquina apostar um milhar no jogo do bicho.

Filed under: De bem com a vida,Vidinha — Maria Fabriani @ 11:14

3 Responses to “In the rabbit hole”

  1. Maria Lídia Says:

    Seu sonho me fez lembrar de duas pessoas: Castor de Andrade e minha avó materna…quando era viva sonhava com bichos todas as noites, apostava e ganhava. As pessoas dos arredores faziam filas em frente à casa dela para perguntar com qual bicho havia sonhado na noite anterior…que coisa, não? ;-) se você estivesse aqui, dava pra fazer uma fezinha…

  2. Imigrante Says:

    Coelho Neto? Que coisa, Maria!
    Eu tive um sonho agitadíssimo essa noite. Sonhei que tinha saído para uma consulta, mas não avisei no escritório. No meio do caminho lembrei que tinha confundido as datas e que a consulta não seria hoje, aí estava angustiada, voltando pro trabalho…
    Eu fico meio com pé atrás com sonhos porque passei por situações que os sonhos foram mesmo premonição. Só um exemplo: sonhei que nadava num lago com vários hipopótamos. Fui procurar no google e era gravidez! Eu nem sabia que estava grávida, fui fazer o teste e… BINGO!

  3. Maria Says:

    Bacana, Maria Lídia, :)

    Haha, Marcia, comigo não é premonição não, é sonho mesmo… só isso.

Leave a Reply

 

Bad Behavior has blocked 565 access attempts in the last 7 days.