August 21, 2002

Meu irmão é um cavaleiro Jedi

Acabei de voltar de uma experiência incrível: vi uma aula de esgrima do meu irmão, Carlos. Ele, muito compenetrado, na posição de ataque (tem um nome específico que está me fugindo - nesse momento ele está fazendo rap no banheiro enquanto toma banho, de forma que não vou interrompê-lo de jeito nenhum :c), andando com o florete na mão e protegido com um colete fininho e uma super-máscara. Quase interrompi o jogo, como é chamada da disputa, porque a luta com os floretes podia machucar meu irmão! Ele, claro, foi muito explícito sobre os detalhes de todos os ferimentos possíveis. Cada coisa que deixou meus pobres cabelos em pé!
Carlos é um Cavaleiro Jedi!!!!!

Filed under: De bem com a vida,Saudade — Maria Fabriani @ 01:26

August 18, 2002

Pequeno relatório dos momentos de felicidade

Quero falar com vocês sobre a felicidade que é reencontrar meus amigos. Ontem mesmo fui à festa da Valerinha e pude rever alguns amigos da Globo.com. No mesmo dia (estou colecionando amigos leoninos) tinha mais duas festas: a da Karine e a da Ana Conde. Não que eu estivesse convidada para essa última, mas se tivesse o meu carrinho vermelho aqui eu iria mesmo assim. A Ana não sabia que eu estava no Rio, mas se soubesse tenho certeza de que me convidaria (ando tão rodeada de leoninos que acabo pegando emprestadas características deles, como essa auto-estima deliciosamente exagerada).
Como é bom rever meus amigos. Como é bom.

Filed under: De bem com a vida,Saudade — Maria Fabriani @ 00:18

Refém

Pode parecer incrível, mas tenho muitas saudades de Boden. Quem poderia imaginar?

Filed under: Saudade — Maria Fabriani @ 00:10

Na sauna carioca

Que calor é esse, hein? A primeira coisa que me lembrei de reclamar da Suécia era do seu clima sequíssimo mas, quando botei o pezinho pra fora do Galeão e fui envolvida pela onda de calor húmido, lembrei com saudades da secura sueca. Ufff!!! Que abafamento!

Filed under: Saudade — Maria Fabriani @ 00:09

August 14, 2002

Primeiras impressões

RIO DE JANEIRO — Finalmente consegui encontrar um cyber-café aqui por perto de casa. Estou na Letras e Expressões aqui em Ipanema, uma delícia! Bem, nem posso começar a agradecer todo o carinho que vocês demonstraram com esse monte de comentários aí de baixo. Muitíssimo obrigada, ok? Olha só, um monte de coisas pra contar. Bom, vamos por partes.
— Ainda no avião da Varig, no caminho Frankfurt-Rio (por favor, não me digam quem foi que construiu aquele aeroporto de Frankfurt… É um pesadelo! Corri de um lado para outro, por mil e duas esteiras aceleradoras (ou seja lá o nome que elas tenham) e acabei chegando suadíssima, vermelha e esbaforida no balcão da Varig). Bem, como ia dizendo, no avião, falando meu amado português com as amáveis comissárias de bordo, fiz uma delas rir porque quando me perguntou o que eu queria beber com a pasta (muito honesta, aliás), eu respondi: “Peloamordedeus, me diga que você tem guanará Antarctica diet!” Claro que ela tinha e eu me deliciei com duas latinhas. Ai, que delícia!
— Na linha vermelha. Tinha me esquecido como o trânsito dessa cidade era maluco. Os carros tiram cada fino que vou te contar! Stefan, baby, you were right! I guess the Jaguar driver came from Rio! :c)
— Nada é melhor do que ver minha família novamente. Nada. Só ficou faltando o Stefan.
— Meu irmão é a coisa mais linda do mundo. Ele cresceu e está parecido comigo, mas também com a elegância longelínia dos traços da mãe dele, Cristina, mulher do meu pai. Além disso, a doçura com que ele me recebe é tão especial! Vocês já viram um menino de 11 anos abraçar e beijar alguém? Com essa idade eles não querem nem chegar perto de meninas e que tais. Pois o meu irmão, Carlos, me abraça e me beija e eu me sinto a pessoa mais afortunada do mundo. Carlos, meu irmão, eu te amo!
— Acordo todos os dias com as minhas cachorrinhas Luz e Alice (tem foto dela no dia 15 de maio) fazendo a maior festa e eu sou simplesmente enlouquecida por elas. Vocês não sabem como é bom poder brincar com elas, jogar bolinha esse tipo de coisa. Estou nas nuvens.
— Adoro conversar com a minha mãe. Temos muito o que falar e eu tenho muito o que contar. Ai que saudade! Já até brigamos umas quatro ou cinco vezes nesta semana em que estou aqui. A vida está normal! :c)
— E meu pai me mostrando fotos minhas de quando era criança? Pai, te amo, viu?
— Ah, e meus amigos Renata, Marcos e Chris, com quem fui almoçar no Sobrenatural, em Santa Teresa, no sábado passado, são simplesmente o MÁXIMO. Adorei sentar na mesa e vê-los conversando sobre tudo, telefonia, fofocas, a vida etc. Se me deixassem eu ficava até de manhã na casa deles, rm Botafogo. A coisa mais linda a minha afilhada Ping (Já tem foto dela aqui, só não lembro o dia, sorry).
— Amanhã vou almoçar com Dri, Ka, Elisa e Annacat (galera da Mantel) e ainda devo jantar com Rê+Marcos, Chris e Agnes no final da semana. E ainda tenho que ligar para a Meg, para a Alê e para a Angélica. Ai, meninas, desculpem viu? Mas já já eu ligo, ok?. Esqueci alguém???? :c)))
— Será que tem mais alguma coisa que eu queria escrever e esqueci? Ah sim, tem sim: O feijão da minha mãe é uma delícia! :c)

Filed under: De bem com a vida,Saudade — Maria Fabriani @ 20:03

August 5, 2002

“Minha alma canta… Vejo o Rio de Janeiro… Estou morrendo de saudades…”

Filed under: De bem com a vida,Saudade — Maria Fabriani @ 08:47

Penetra

Vocês não sabem da maior: sabem quem acabou de visitar o Montanha-Russa? A Testemunha de Jeová-com-complexo-de-rejeicão. Ela mesma. Deixou dois comentários me xingando, dizendo um monte de asneiras e ainda assinou “Julianna”, claro, sem e-mail nem home page. Mas o que a “Julianna” não sabe é que, ao contrário dela, não sou otária. Verifiquei o número do IP dela e - surprise, surprise - é aqui da Suécia, da Telia.
Que coisa, não é “Julianna”? Coincidência enorme essa de você entrar no meu blog depois de ter procurado pelo meu nome no Yahoo Brasil e ter vindo deixar os seus comentários infames depois de ter ido aos meus arquivos e lido um post em particular, aquele em que eu escrevo sobre você, dentre cinco meses de informacões quase diárias. Isso tudo depois de eu ter aparecido no jornal aqui da cidade por ter terminado o meu curso especial para imigrantes. Mas tudo bem, as evidências contra você, “Julianna”, só aumentam.
Antes de tentar me atacar novamente, gostaria que você tentasse entender uma coisa de uma vez por todas: nosso contato comecou da maneira mais errada possível. Você se aproximou de mim para fazer amizade se aproveitando de informacões privadas, obtidas por pessoas da sua religião que vieram bater à minha porta e com às quais fui muito educada. Você, “Julianna”, veio a mim no momento em que eu estava mais frágil numa terra desconhecida e querendo exercer algum tipo de influência sobre mim, sabe-se lá de que forma. Reflita bem sobre o que você escreveu, menina.
Não tenho absolutamente nada contra pessoas de outras religiões. Tenho amigos judeus, agnósticos, ateus, católicos e protestantes. E poderia ter sido sua amiga também, caso você não tivesse mostrado uma face que, quero crer, nada tem a ver com as Testemunhas de Jeová: a sua tendência paranóica ao me perseguir dessa forma. Por isso, eu te peco: me deixe em paz. Försvinn!
Quer saber como essa história ridícula comecou? Clique em “Testemunha de Jeová com complexo de rejeicão” e depois em “Perseguicão ao azevedo”.

Filed under: Irritação e ironia — Maria Fabriani @ 00:29

August 4, 2002

De pedra

Não sou de fazer testes, mas esse é muito engracado e, sinto dizer, bastante acurado. Eis os meus resultados:
Disorder | Rating

Paranoid: ============> High
Schizoid: =============> Low
Schizotypal: ===========> Low
Antisocial: ============> High
Borderline:============> Moderate
Histrionic: ============> Very High
Narcissistic:===========> Very High
Avoidant:=============> Moderate
Dependent:=============> Moderate
Obsessive-Compulsive:=======>High

Para fazê-lo, clique aqui.

Filed under: Irritação e ironia — Maria Fabriani @ 18:32

No estômago


..::Vou te contar, os olhos já não podem ver::..
Fazendo malas; lavando roupas; anotando receita de pão pra fazer pra mamãe;
..::Coisas que só o coracão pode entender::..
Respondendo e-mails; ficando p*uta da vida; escutando Maysa cantar “Dindi” e Nara Leão, “Wave”;
..::Fundamental é mesmo o amor. É impossível ser feliz sozinho::..
Queria ter um botão que faz com que todas as angústias desaparecam. Prometo que aviso quando eu descobrir onde fica. Claro que depois de ter registrado a patente. :c)
..::O resto é mar e tudo o que eu não sei contar::..
Muita saudade do Stefan. Muita mesmo. Ai.

Filed under: Saudade,Variedades — Maria Fabriani @ 11:29

August 2, 2002

Parabéns Ana e Marcos!!!


Hoje é aniversário de dois amigos muito queridos: Ana Flavia e Marcos. Ela mora na Califórnia, junto com o maridão, Jeff, e ele mora no Rio, junto com a mulher - e minha amigona - Renata (e mais a minha afilhada Ping, cuja foto vocês podem ver nos meus arquivos). Meus queridos amigos, desejo-lhes toda a felicidade do mundo, muita saúde e amor. Um beijo!

Copiei a imagem da Marília, craque inspirada.

Filed under: Aniversários — Maria Fabriani @ 20:15
Next Page »
 

Bad Behavior has blocked 545 access attempts in the last 7 days.