January 4, 2005

Uma retrospectiva

197_9705_2.jpg
Foto: Martin Leggett

Pronto, escrevi os posts sobre as aventuras do Casal M aqui na Suécia. Resolvi publicá-los em ordem cronológica, isto é, nos seus respectivos dias. São posts diários, a partir do dia 22 de dezembro até agora. Se você achar mais fácil, clique na categoria Aventuras de M&M na Suécia e confira o dia a dia da aventura. Essa foto aí de cima é apenas uma de muitas tiradas por Mr.M e mostra a vista do lago congelado localizado perto da floresta aqui na frente de casa. Tem muitas outras fotos espalhadas nos posts. Todas em links, que é pra ninguém ter problema em carregar a página. Espero que gostem! Beijocas.

Filed under: M&M na Suécia — Maria Fabriani @ 16:29

January 3, 2005

Alegria de pobre dura pouco mesmo

Marcinha e Martin já foram embora e deixaram muitas saudades. Como que num presente de despedida, Boden amanheceu branquinha, árvores pesadas de neve, céu branco (anunciando mais neve), paisagem de conto de fadas. Até São Pedro nos deu uma colher de chá e mandou temperaturas ameníssimas durante a última semana inteirinha, o que ajudou a mostrar essa região extrema da Suécia pro Casal M.

Conhecer a Marcinha foi um presente pra mim e pro meu urso (e quando digo “Marcinha”, incluo também o Martin, óbvio). Mas acho que pra nós duas o encontro foi mais importante. Amanhã comeco a organizar as notas do meu diarinho pra publicar aqui, mas queria dizer antes de mais nada que esses foram o Natal e o Ano Novo mais legais que tive em quase quatro anos de Suécia.

Sabe aquela docura que você imagina quando lê os textos do Vida escrita a mão? Pois é, essa docura existe MESMO, é real e cabe nessa paulista incrível, bonita, criativa e sensível. Não foram poucas as vezes que descobri discretas lágrimas nos olhos puxadinhos, quando conversávamos sobre de tudo um pouco. Ou quando eu, dramática e desajeitada, me emocionava com meu presente de Natal. *pisc* *pisc* *pisc* :c)

Estou triste por eles terem ido, mas MUITO FELIZ por ter tido a felicidade de tê-los aqui em casa durante esse tempo. Quanto aos emails, cartões, mensagens no Orkut e no Multiply, ainda não os acessei - mil desculpas. É que eu e meu urso resolvemos que hoje tiraríamos férias dos computadores por mais um dia e assistiríamos a “Carandiru”, do Hector Babenco (gente, que filme bom!) de tarde. Agora me deu uma saudadesinha básica de vocês, então vim aqui. Amanhã eu volto, ok? Beijocas.

Filed under: M&M na Suécia,Saudade — Maria Fabriani @ 22:33

January 2, 2005

Décimo segundo dia

Nós quatro, cansados, não fizemos muita coisa nesse quase último dia. Como estava “quente” para essa época do ano (tack St Per!) - de manhã até choveu água no meio da neve - Marcinha pode realizar seu sonho de fazer seu primeiro boneco de neve. Ganhou nariz de cenoura e olhos de azeitonas pretas, chapeuzinho e cachecol. Só não foi batizado. Alguém tem uma idéia de nome pro menino não ficar pagão? :c)

À tarde, tomamos fika (leia o esclarecimento desse fenômeno sueco lá na Marcinha, no post do dia 26 de dezembro), chocolate quente O’Boy, (que Marcinha comprou e levou pra UK, junto com um tubo do meu querido caviar!) e bolinhos suecos de canela, sobre os quais já escrevi aqui (com fotos e tudo). Logo depois, assistimos a “You’ve Got M@il” e nos prepararmos pra ir jantar.

Fomos ao Panelen, restaurante aqui em Boden, especializado em carne. Comemos muito bem e voltamos pra casa, onde tomamos sorvete e assistimos ao maravilhoso “Contact”. Foi ótimo.

Filed under: M&M na Suécia — Maria Fabriani @ 19:06

Tsun@mi

wave.gifParece que as tsunamis no oceano Índico afetaram os servidores da Pixelzine, porque o Montanha ficou inalcancável por dias (mais uma vez). Antes que saiamos do ar novamente, quero dizer que leio sempre os comentários (quando o servidor da Pixelzine segura a onda, that is), mas ando sem tempo para escrever. Fiz um pequeno diário dessas últimas duas semanas e ainda estou decidindo se vou escrever um post grande com as atividades e fotos desses últimos dias ou se farei pequenos posts nos respectivos dias (publicados em retrospectiva).

Marcinha & Martin estão se divertindo bastante (or so I hope), o tempo tem ajudado MUITO, com temperaturas ameníssimas para essa época do ano, e nossos estômagos recebem diariamente sua dose de felicidade, providenciados pela minha querida amiga Marcinha (com contribuicões do maridón também, claro). Assim que a vida voltar ao normal, organizo minhas notas e passo o diarinho pra cá, ok? Quanto aos emails, ainda não os respondi (obrigada pelos cartões e emails carinhosos e desculpa aí pela falta de tempo :c)

A Suécia está em choque com as ondas mortíferas que atingiram vários países da Ásia. Mais de três mil suecos estão desaparecidos na Tailândia e no Sri Lanka. As autoridades estimam que a Suécia é o país com mais mortes registradas de todos os países europeus. Os jornais comparam as tsunamis com saldos de mortes em guerras e afirmam que essa é a maior tragédia que o país já enfrentou desde 1709, quando o rei sueco Carl XII perdeu a batalha de Poltava para a Rússia do tsar Peter o Grande. Ontem cerca de 20 criancas suecas chegaram de avião ao aeroporto de Arlanda em Estocolmo desacompanhadas. As tsunamis os fizeram órfãos.

Filed under: Europa & Escandinávia,M&M na Suécia,Vidinha — Maria Fabriani @ 11:32

January 1, 2005

Décimo primeiro dia

Saímos para dar mais uma volta nas montanhas (sim, ainda existem muitas montanhas de Boden inexploradas, e meu urso faz questão de que conhecamos cada uma delas, ughpf). Mas, falando sério, foi mais um passeio lindo. E a vida se repetiu: eu levei meu tombo básico (sem fotos, thank god) no meio da neve fofa, Mr.M tirou suas fotos lindas (aqui, aqui e aqui) e voltamos pra casa são e salvos.

Marcinha, à toda, resolveu tomar conta da cozinha mais uma vez (e eu fiquei triste com isso, né? HOHOHOHO) e fez um DE-LI-CI-O-SO bacalhau no forno, com batatas e legumes assados. Olha, tava uma coisa de doido. Eu ADORO peixe, legumes e verduras, então esse jantar tava sob medida. E eu, que nunca havia sequer comprado bacalhau aqui por pura inabilidade culinária, agora já sei uma receita ultra-boa e supersimples. Viva a Marcinha!!!!! :c)

Depois do jantar assistimos a Moulin Rouge, que é sempre um prazer rever, e terminamos aquele sorvete de manga divino. Uhm, delícia.

Filed under: M&M na Suécia — Maria Fabriani @ 18:46

December 31, 2004

Décimo dia

Foi um dia cheio. Depois do café-da-manhã, seguimos para a área de treinamento de tiro do trabalho do meu urso que, orgulhosamente, explicava como deveríamos usar a arma que ele escolheu para a nossa aula de tiro prático 101. E lá fomos nós, pessoas pacíficas, atirar em pobres homens-alvos de papelão. A Marcinha já contou essa história lá no Vida…, portanto não vou repetir.

O legal, foi que M. M descobriu que sabe atirar espetacularmente bem (vejam as fotos lá na Marcinha). Querida Marcinha deu dois tiros, mas sua mira não é lá essas coisas (ou será que ela ficou com pena do homem de papelão?). Eu dei um tiro e acertei no ombro do homem-alvo, o que, segundo meu urso, causaria sua morte, depois de longos minutos de agonia. Cruzes. Mas eu estava feliz mesmo assim, vai entender.

Na volta, passamos pelo escritório do meu urso, quando Marcinha teve a oportunidade de experimentar um dos orgulhos profissionais de Stefan: o seu colete a prova de balas (a pistola da foto é de plástico, don’t worry).

À noite, comemos um típico jantar inglês, criado pelo Casal M. No menu, rosbife, batatas e cenouras, repolho roxo (o único que não gostei), Yorkshire pudim e vinho francês. De sobremesa, Bread and Butter pudim. Estava DI-VI-NO. É ou não é um luxo ter seus convidados fazendo jantar especial pra você? Nossa, eu AMEI. Hohoho. Pra terminar a noite, assistimos a “O Brother, Where Art Thou?”, nosso favorito filme-dos-irmãos-Coen.

Comemoramos a chegada de 2005 com vinho borbulhante húngaro. Tava boooommmm… :c)

Filed under: M&M na Suécia — Maria Fabriani @ 18:29

December 30, 2004

Nono dia

Levei Marcinha pra visitar uma loja de móveis muito legal que tem aqui em Boden - não é Ikea, mas dá pro gasto. Os móveis da MIO são bonitérrimos, todos com precos astronômicos. No caminho pra loja, errei uma saída, e me vi na estrada para Luleå. Senti que Marcinha ficou meio nervosa, mas, como esse caminho eu conheco bem, contornei na próxima entrada, em Sävast, e pronto, estávamos no caminho certo.

Aí um esquilinho vermelho, peludinho, passou na frente do nosso carro - mas numa distância boa do carro. Ele conseguiu atravessar a estrada sem problemas. Claro que nessa altura do campeonato a Marcinha já tinha reparado que eu, na verdade, não tinha “errado o caminho”, mas tinha dado apenas uma voltinha a mais exatamente para que ela pudesse ver o esquilinho, lógico. :c) hohoho. Bonitinho né, queridoca? :c)

Depois de dar umas voltas, fomos alugar dois DVDs, o último Harry Potter e King Arthur (meu urso, um purista no que diz respeito ao rei Arthur, se irritou com as liberdades criativas do diretor. Eu gostei). Seguimos pro supermercado comprar umas coisinhas que faltavam (já repararam que nos amarravos num supermercado, né? :c))), visitamos a igreja de Boden (que é uma das mais feias que eu conheco) e fomos pra casa. À noite, comemos tacos e tomamos vinho sul-africano. De sobremesa, sorvete de manga. DI-VI-NO.

Filed under: M&M na Suécia — Maria Fabriani @ 18:13

December 29, 2004

Oitavo dia

Saímos cedo de casa para visitar três templos nesse oitavo dia. Não, calma, a galera não enlouqueceu não. Fomos primeiro à igreja de Gammelstad (20 minutos de carro de Boden), que foi construída por volta de 1400. É a coisa mais liiiiiiinda. Tivemos ainda a sorte de ter como guia Kjell (pronuncia-se chell), que nos contou, em inglês, sobre detalhes da história da igreja. Foi muito legal. Visite o site da igreja aqui. É show.

Demos uma volta de carro por Luleå, a maior cidade do extremo norte sueco. Passamos pelo centro com suas ruas lotadas (adoro!) e pela área da SSAB, uma superempresa de beneficiamento de aço (pra alegrar o coracão engenheirístico de Mr.M). O segundo templo visitado foi um supermercado (hohoho) enoooorme, com o sugestivo nome “Willy:s”, que provocou risinhos no Casal M - eu, uma lady com uma mente puríssima, nunca nem tinha unido o c* com as calcas. Hohoho.

Passeamos pelo Teknikens Hus, museu de tecnologia da Universidade de Luleå, onde Mr.M se deliciou com os experimentos mecânicos, químicos, astronômicos e que tais apresentados para um público que vai dos 8 aos 80 anos. De lá, saímos direto pruma volta nas lojas (eu me dei de presente um casaco irado - como diz meu irmão - e Mr.M comprou meias).

No final, visitamos o terceiro templo do dia: o System Bolaget, ou o templo do álcool na Suécia. Já escrevi sobre o Systemet, como são carinhosamente chamadas as lojas de birita suecas, aqui. Compramos vinhos sul-africanos e franceses, cervejas e vinhos borbulhantes (champanhe aqui é proibitivamente cara).

Já em casa, meu urso colocou o putzgrilla pra funcionar e fizemos hamburguers caseiros, com muito molho. Tava bom pra burro. Depois, assistimos à 84 Charing Cross Road, que eu AMO, você sabem, e que Marcinha também amou :c) E pra terminar a noite de uma forma inesperadamente feliz, ainda recebemos um telefonema do nosso querido amigo Cido, esse canceriano esperto, que foi o único a descobrir que Marcinha estava vindo pra Suécia. Cido, queridoco, foi tão legal falar contigo. Obrigada! Um beijo enorme! :c)

Filed under: M&M na Suécia — Maria Fabriani @ 17:34

December 28, 2004

Sétimo dia

Desde que o Casal M confirmou que viria nos visitar mesmo no Natal, eu e meu urso comecamos a pensar em possibilidades de programas legais, levando em consideracão o frio, a pouca luz do sol etc. Um dos programas que pensamos desde sempre ser possível, era uma visita à Pagla, uma estacãozinha de ski e divertimentos generalizados aqui em Boden.

Nosso intuito não era arriscar nossos pescocos (nem os de nossos hóspedes) em descidas arrojadas das montanhas daqui - até porque aqui em casa ninguém esquia bem. Além do mais, as “montanhas” de Boden não chegam a ser montanhas, mas pequenos montinhos… mas isso é detalhe. O que queríamos fazer mesmo era levar o Casal M para andar de pulka (já expliquei o que é pulka aqui).

O dia estava meio cinza, temperatura, um ameno zero grau. Chegamos lá mais ou menos na hora do almoco, vários equiadores treinavam no terreno preparado pela prefeitura. Saí com o Martin e Marcinha para tirar umas fotos, enquanto meu urso preparava a fogueira. Comemos nossos pedacos de salsicha sueca Falu (Falukorv, pros iniciados), torradas devidamente em galhos de árvore recolhidos no chão (calma, Greenpeace!) e tomamos chocolate quente.

Aí, chegou a hora de gastar as calorias nas subindo e descendo as montanhas. Casal M precisou de uma mãozinha do meu urso pra fazer a pulka sair do lugar, mesmo com minha querida amiga Marcinha, que é peso-pena. Depois, com a pulka já devidamente no lugar, no topo da montanha, todos os santos ajudaram. Foi hilário. Primeiro tentou Marcinha, sem muito sucesso. Aí veio Mr.M, e quase me atropelou. No final, desceram os dois juntos e, deu no que deu. HOHOHO.

Já em casa, depois de um banho quente, papo e mais papo, Marcinha fez bife a rolê com receita da Dona Wal e que ficou DI-VI-NO. Eu fiz o meu arrozinho de sempre e eles gostaram também (tenho que repetir isso porque, vocês sabem, não é sempre que uma cozinheira principiante como eu recebe elogios fervorosos de uma chef de primeira como a Marcinha, então segurem a onda e me deixem repetir, ok? hohoho). Meu urso contribuiu fazendo a sobremesa: shakes de sorvete de baunilha, leite e raspberries. Terminamos a noite assistindo a Extreme Makeover, que ninguém é de ferro. :c)

Filed under: M&M na Suécia — Maria Fabriani @ 16:32

December 27, 2004

Tsunamis

mpressionante as tsunamis na Ásia. As TVs daqui mostram sem parar a devastacåo causada pelo terremoto seguido pelas ondas fortíssimas às cidades de Índia, Sri Lanka, Phuket, Tailândia etc. Muitos suecos viajam exatamente para essas localidades agora, fugindo do frio, da neve e do céu cinza.

Ao mesmo tempo, aqui casa, no quentinho, onde quatro pessoas de três países diferentes dividem pouco mais de 80 metros quadrados, está tudo em paz. Aqui nåo chove, nem neva (muito). Mas faz frio. Hoje demos uma volta de veículo de neve pelas florestas de Boden e quase congelamos em 17 graus abaixo de zero - mas foi divertido.

Vejo a tragédia de milhares de pessoas na TV e fico culpada de nåo me sentir pior. Nem sei que dia da semana é hoje. Tô tåo feliz que nem tenho muito tempo pra pensar em escrever. Marcinha está fazendo feijoada (a panela ainda está borbulhando lá no fogåo, com fogo bem baixinho, e o apartamento inteiro cheira deliciosamente bem).

Ah! Obrigada pelos comentários nos posts abaixo. Recebi muitos cartões de natal eletrônicos e alguns emails que ainda nåo respondi. Agradeco a compreensåo. Ah, tåo legal. Agora eu e Marcinha estamos sentadas na minha sala, assistindo à “Ready, steady, cook” na BBC Prime. Que legal!!!!!! Beijo, desligo.

Filed under: M&M na Suécia,Vidinha — Maria Fabriani @ 18:07
Next Page »
 

Bad Behavior has blocked 498 access attempts in the last 7 days.